Saiba como harmonizar vinhos e espumantes com o cardápio do seu casamento

26 de maio de 2018

Vamos combinar que organizar um casamento não é tarefa fácil. Após o pedido de noivado e a definição da data do casório, inicia-se uma longa maratona onde um dos primeiros passos é decidir o vestido de noiva e reservar a igreja. Mas vale citar que esses são somente dois dos diversos detalhes que ocuparão o pensamento da noiva até a sua chegada ao altar. Uma das escolhas mais complicadas neste momento refere-se ao estilo de festa e serviço de Buffet que será servido na ocasião.


Para ajudar as atuais e futuras noivas nesta escolha tão decisiva, a Evino, considerada um dos maiores e-commerces de vinho do Brasil, decidiu criar um conteúdo especial para o mês das noivas. Você sabe quais são as harmonizações de vinhos e espumantes ideais para os mais diferentes serviços de Buffet?

Confira abaixo algumas dicas especiais para acertar em cheio no seu casamento:

- Coquetel (comidinhas & finger food)
Para o estilo de festa "Bolo & Champagne", o nome já dá a dica: espumante é a escolha certa. Não precisa ser necessariamente Champagne, já que o preço pode não ser muito convidativo quando falamos de algumas dezenas (às vezes centenas) de convidados. Mas, se assim quiser, chic. Não tem como não agradar.
Porém, se preferir servir bem e deixar para gastar mais na lua de mel, outros tipos de espumantes são versáteis e combinam com comidinhas, aperitivos, finger food e mesas de queijos e frios. Os noivos escolhem o estilo, claro, mas em vez do tradicional Brut (estilo mais seco), considere um Demi-Sec: como eles têm um pouco mais de açúcar caem bem desde o canapé até o bolo. Moscatel - um estilo bem aromático e docinho - é uma escolha comum e costuma agradar. "Se quiser inovar, vá de rosé. Servi-lo com uma pedrinha de gelo, além de refrescante, está super na moda", explica Natália Cacioli, sommelière da Evino.

- Brunch
Cerimônia de manhã numa chácara ou na praia: já considerou servir um brunch para os seus convidados? Pães e frios variados, bruschettas, tortas, quiches, omeletes, saladas. Com tudo isso dá para inovar e servir drinks com espumantes. Há os tradicionais, como o Mimosa, com suco de laranja, além do Bellini, com polpa de pêssego. Outras versões são o Tintoretto, que é a mistura de espumante com suco de romã, e o Rossini, com purê de morangos. Além de deliciosos são muito fáceis de fazer. E, caso seu convidado prefira apenas espumantes, tem também. Festa inovadora e com variedade.

- Jantar americano (buffet)
Mais comum e prático para festas com muitos convidados, o estilo americano, em que as pessoas se servem no buffet, permite uma grande variedade de vinhos. Para a recepção e sobremesa, um espumante Demi-Sec promete agradar. Durante o jantar, pense num tinto de corpo leve ou médio, jovem e frutado. Algumas dicas da sommelière são: Tempranillo das regiões de Rioja e La Mancha, Sangiovese de Chianti, Pinot Noir ou Merlot. Se for servir peixe, deixe o espumante rodando ou sirva um vinho branco, como um Chardonnay. "Um espumante Brut de cabo a rabo da festa também faz bonito e promete animar os convidados", pontua.

- Jantar empratado
Esse é um tipo de serviço tradicional e personalizado, no qual o garçom serve à mesa entrada, prato principal e sobremesa já empratados. Nesse estilo é possível fazer um serviço perfeitamente harmonizado, mas que depende do menu escolhido. Para o coquetel de recepção uma boa escolha é servir Champagne ou um espumante Brut também de método tradicional. Para o prato principal, em caso de carnes vermelhas e massas recheadas, prefira um tinto mais encorpado e com passagem por barricas de carvalho, como um tradicional Bordeaux ou um tinto português do Douro. Para peixes, prefira brancos e rosés. E, para fechar com chave de ouro, a sobremesa pode ser servida com um Moscato d'Asti, espumante italiano doce e de baixo teor alcoólico.

- Massas
Não há como errar ao escolher tintos italianos para acompanhar massas. Sangiovese, a uva do famoso Chianti, ou um Valpolicella, feito na região do Vêneto, vão combinar perfeitamente com molhos vermelhos. Em caso de molho branco, pense em vinhos brancos mais encorpados, como um Chardonnay com passagem em barricas de carvalho ou um aromático Viogner.

- Churrasco
A harmonização clássica de carne vermelha é com tintos encorpados, como Malbec argentino ou Tannat uruguaio. Vinhos feitos com a uva Syrah, como um Côtes du Rhône, também são ótimas escolhas. Mas considere o horário e a estação do ano da sua festa: se estiver muito calor esses vinhos podem pesar. Espumantes, além de mais descontraídos, vão cair bem em festas durante o dia e noites quentes. "Uma ideia é servir os dois tipos e deixar seu convidado escolher. Mas se estiver calor, prepare-se: com certeza o espumante sairá mais. Prefira a versão Brut nessa ocasião", aconselha Natália.

E quantidades?
Espumante do início ao fim da festa: 1 garrafa para cada 3 pessoas
Terá vinho e outras bebidas alcoólicas: 1 garrafa a cada 6 pessoas
Terá vinho apenas na recepção: 1 garrafa a cada 10 pessoas
Só tinto no jantar: 1 garrafa a cada 10 pessoas

Como eu sei se um espumante é seco ou doce?
A escala de dulçor dos espumantes, do mais seco para o mais doce, é: Nature, Extra-Brut, Brut, Extra-Dry, Dry (ou Sec), Demi-Sec, Doce (ou Doux). "Essa informação sempre estará disponível no rótulo das garrafas", pontua a sommelière.

Sobre a ( evino ):
Um dos maiores e-commerces e aplicativos de vinho do país e maior importadora de vinhos franceses e italianos, a Evino nasceu para oferecer oportunidades únicas, com a melhor seleção de vinhos, ao melhor preço, através da melhor experiência de compra, sempre quebrando barreiras e criando conexão entre pessoas por meio do vinho.

Site: www.evino.com.br
Comente com sua conta Blogger
Comente com sua conta Facebook
Comente com sua conta Google+

0 comentários:

Postar um comentário

Eu fico muito feliz com o seu comentário.
Gentileza gera Gentileza.
Deixe o link do seu blog para que eu possa visita-la também.
Andréia Sales



Subir

Siga a gente no Instagram @MaeVaidosa