Conheça as principais regras que regem o trabalho das babás

21 de outubro de 2015

Olá Amigas Vaidosas,

A ascensão das mulheres no mercado de trabalho está cada vez mais evidente. Em 2013, a classe feminina já ocupava 43% dos postos formais de trabalho no Brasil, segundo último dado divulgado pelo IBGE. Esse fato acarreta em uma maior necessidade de contratação das babás, já que, em muitos casos, apenas com a ajuda dessa profissional as mulheres podem conciliar o trabalho com os cuidados com os filhos. Portanto, essas funcionárias têm se tornado essenciais no cotidiano de muitas famílias. E para manter essa relação de forma segura e saudável, é de suma importância conhecer e aplicar corretamente as leis que regem esse tipo de contrato trabalhista.
Para auxiliar os empregadores domésticos na aplicação de todas essas normas, acaba de ser lançado o Hora do Lar, um serviço online que gerencia as atividades dos funcionários e sinaliza ao empregador sobre eventuais infringências ao contrato de trabalho.

O Hora do Lar está sendo lançado na mesma data da nova PEC das Domésticas. Sendo assim, todas as informações compiladas no serviço foram planejadas integralmente de acordo com a nova legislação. O objetivo é tornar as relações trabalhistas mais seguras e formais.

Além disso, o serviço também tem como missão facilitar o cotidiano do empregador doméstico. O app marca o ponto dos funcionários, identificando o local exato onde estão quando registraram os horários de entrada, almoço e saída. Essas informações são enviadas ao empregador em tempo real.

Veja a seguir tudo que você precisa saber para estar em dia com a lei trabalhista das babás. Todas essas informações são disponibilizadas pelo aplicativo Hora do Lar.

Período de experiência

É muito comum os empregadores terem dúvidas em relação ao período de experiência. A lei indica que deve ser feito um contrato desse tipo de até 90 dias. E ao término dessa data, o termo se estende, automaticamente, por tempo indeterminado. “É importante que os empregadores estejam atentos em fazer uso dos três meses de experiência, pois essa prática poderá evitar o pagamento de alguns encargos em caso de rescisão durante esse intervalo”, alerta Adriano Marques, idealizador do Hora do Lar.

· Residir no ambiente de trabalho

A carga horária das babás pode ser configurada apenas de três formas: parcial (até 25h por semana, máximo de 6h por dia), integral (44h por semana ou 8h por dia + 4h no sábado) e jornada de 12 horas por 36. Em qualquer um dos casos, o que exceder a carga horária do contrato é considerado hora extra e poderá ser compensada ou paga com os devidos acréscimos. “Se o empregado é requisitado para fazer um jantar ou cuidar da criança de madrugada, ele tem que ligar o taxímetro”, explica Marques.

· Levar a babá para ajudar na viagem

A PEC das Domésticas também estipula adicional de 25% sobre o valor base do empregado em caso de viagens. Esse acréscimo, porém, pode ser convertido em banco de horas a ser utilizado conforme as necessidades do empregado.

· Férias

Entre as possibilidades oferecidas ao funcionário doméstico também está a venda de um terço do seu período de férias, ou seja, dez dias. Mas os vinte dias restante devem ser obrigatoriamente desfrutados pelo profissional. 

· Aviso prévio

No término do contrato, por sua vez, as regras que permeiam o aviso prévio indicam que o período pode ser trabalhado, indenizado ou até misto. Os prazos estipulados variam entre 30 e 90 dias, de acordo com o tempo de serviço. Nesse sentido, Marques reforça “O aviso prévio vale tanto para demissão voluntária, como para involuntária. Ou seja, mesmo que o empregado peça demissão, deverá cumprir o prazo do aviso prévio ou poderá ter o valor descontado de suas verbas rescisórias”, aponta.

· E no caso das folguistas?

Todas as regras acima também podem ser aplicadas para as babás folguistas, com uma ressalva: a profissional deve trabalhar mais de duas vezes por semana na casa do mesmo empregador. Caso contrário, não está sujeita à nova legislação.
Comente com sua conta Blogger
Comente com sua conta Facebook
Comente com sua conta Google+

13 comentários:

  1. bom, eu nunca usei o serviço de babá.. mas é super importante saber, parabéns pelo post
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Bem interessante, tem coisas que eu nem sabia.
    Ótimo post
    Bjus
    Jaque
    www.quebreiaregra.com.br

    ResponderExcluir
  3. Essas regras foram ótimas para as babás, né? Pq tem muita gente sem noção que explorava as coitadas...
    Beijos

    Blog|Canal

    ResponderExcluir
  4. Post super interessante e hiper bem explicativo, adorei!

    ResponderExcluir
  5. Adorei o post, como ainda não tenho filhos fica as dicas pra onde eu tiver kkkkk
    Mas aposto que daqui até la ja mudou kkkkkkkkkk (tudo nesse pais muda de uma hora pra outra)

    Beijos
    http://blogluanamidorie.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Muito bacana essa postagem uma pena que nem todas as babás tem seus direitos respeitados , lembro de quando minha mãe trabalhava de doméstica e babá com uma família , ela saia sempre tarde da noite , ia nas viagens e não ganhava nada mais do que o salário que não era muito na época rsrs

    ResponderExcluir
  7. E mto bom ter regras e normas ne?
    E um trabalho gentheee.
    As babas daqui sao otimas e depende da situacao tem que ter curso e tudo mais. Nao sei mto pq nao usei os servicos de baby sister aqui pq sempre tive minha mae.
    Super adorei o post.
    Bjos!

    ResponderExcluir
  8. Regras ótimas para as algumas mamães que exploram. Post bem esclarecedor.
    Bjs Andreia.
    www.blogsemprebelas.com

    ResponderExcluir
  9. oi
    como todo trabalhador, as babás também tem seus direitos. estamos progredindo.

    ResponderExcluir
  10. Bacana, talvez um dia eu precise.
    Que bom que estão organizando tudo.
    Todo trabalhador merece.
    Bjão

    www.jeanecarneiro.com.br

    ResponderExcluir
  11. Que legal!
    É ótimo saber que essa profissão vem sendo observada com carinho, afinal elas são responsáveis pelo nosso bem maior!

    Beijinhos,
    Aline Magalhães
    Alineland

    ResponderExcluir
  12. Super top essa mayeria, tira varias duvidas!! Amei!

    ResponderExcluir
  13. Eu ja sabia sobre essas leis e tal porque debatemos em um evento
    mas adorei o post pois assim quem nao conhecia e nao sabia podera tirar muitas duvids

    ResponderExcluir

Eu fico muito feliz com o seu comentário.
Gentileza gera Gentileza.
Deixe o link do seu blog para que eu possa visita-la também.
Andréia Sales



Subir

Siga a gente no Instagram @MaeVaidosa