Hiperatividade palavra do dia

27 de abril de 2012

Que saudade das minhas amigas mamães.
Aida estamos em férias e estou aqui rapidinho pra matar um pouco a saudade.

A palavra dessas férias tem sido mesmo hiperatividade.
Todos os lugares que vamos todos logo apontam que Samuel é hiperativo.

A maioria das pessoas não sabem o siginificado da palavra que tem a haver com déficit de atenção.
Samuel é um garoto ativo, curioso e que gosta de correr. É cheio de vida, disposição e alegria.


Não sei porque isso incomoda tantos as pessoas.
Ele gosta de brincar, de correr, cumprimenta a todos com o seu famoso ooooooi.
É uma graça.
Estamos nos divertindo muito e confesso que haja energia e disposição pra correr atras do garotão.
Bjks a todas e em breve estamos de volta.
Comente com sua conta Blogger
Comente com sua conta Facebook
Comente com sua conta Google+

20 comentários:

  1. Andreia eu tb não tenho paciência com pessoas que dizem que as crianças são hiperativas. Minha prima lá de Goiânia tem o TDHA e sei bem como é. Mas tem gente que só conhece criança calminha, paradinha... e Sophia não é assim.
    Até que dia fica em BH? Devo ir no BH shopping no domingo... anima?! Vou te ligar pelo menos para conhecer sua voz hehe. bjos e bom restinho de férias!

    #compromisso

    ResponderExcluir
  2. Pois é ... Parece que esta palavra "hiperatividade" virou moda e não saí mais da boca das pessoas. A criança não pode ter energia de sobra que logo as pessoas querem diagnosticar: Esse menino é hiperativo !!!
    Será que elas esquecem que crianças precisam de correr, brincar e coisa e tal ... A verdade é que a maioria dessas pessoas acham que criança já precisa de nascer "comportadas", quietinhas e tendo toda paciência do mundo para ficar numa mesa de restaurante sentadinha por mais de 1 h esperando os pais jantarem (minha irmã é assim com a filha dela e o pior é que a família toda concorda com ela), o que eles querem na verdade é que seus filhos sejam pequenos adultos.

    Bjs
    Neili

    ResponderExcluir
  3. Saudade da sua ilustre presença nos grupos!!!
    Que bom que está se divertindo!
    Querida, é verdade... As pessoas confundem disposição e energia com hiperatividade... Não tem nada a ver...
    Tenho uma sobrinha q agora está com 7 anos, todos dizem q ela é hiperativa pq ñ pára um segundo, até pra falar com a gente ela fala balançando os braços, ou dançando... ñ pára mesmo...
    Mas uma prima q é psicóloga veio passar um final de semana conosco e pedimos pra que ela a observasse... Antes de ir embora perguntamos a ela se achava que a Gabriela era hiperativa. Ela prontamente respondeu: De jeito nenhum! Ela é uma menina super saudável, cheia de energia pra gastar. Hiperativa seria ela se não conseguisse nem sentar pra comer direito á mesa, ou pra assistir um filminho... Se não conseguisse se concentrar em nada...
    Então, larguemos mão dessas pessoas que não sabem o que dizem e vamos viver nossas vidas sem se preocupar com comentários alheios!!
    Boas férias pra vcs! Vais renovar as energias ou gastar todas com o Samuel?? rsrsrs
    Bjão

    ResponderExcluir
  4. nem me fala só porque minha filha mais nova é super agitada e a mais velha não o povo vem com essa pra cima de mim fala serio me indigno tbm fora que toda criança tem uma energia louca né aff rsrs boas ferias linda^^

    ResponderExcluir
  5. E ainda bem qe ele e' assim cheio de vida
    Beijo

    ResponderExcluir
  6. Isso é muito bom amiga, mais é normal rsrs, beijos.

    ResponderExcluir
  7. Acho que todas as mães passam por essa situação de alguem falar que nossos filhos são hiperativos sem ao menos saber o que é.
    Essa "agitação" toda é sinal de uma criança feliz, saudavel e feliz.
    beijos
    maede4princesas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Só para ressaltar esse assunto e esclarecer aí vai alguma anotações.

    Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH)-

    É uma doença, ou melhor dizendo um transtorno neurobiológico, inicialmente vinculado a uma lesão cerebral mínima. Nos anos 60, devido à dificuldade de comprovação da lesão, sua definição adquiriu uma perspectiva mais funcional, caracterizando-se como uma síndrome de conduta, tendo como sintoma primordial a atividade motora excessiva. De causas genéticas ou seja, que nasce com o indivíduo, aparece já na pequena infância e quase sempre acompanha o indivíduo por toda a sua vida.

    Ele se caracteriza por sinais claros e repetitivos de desatenção, inquietude e impulsividade, mesmo quando o paciente tenta não mostrá-lo.

    Sintomas relacionados a desatenção:

    -não prestar atenção a detalhes;
    -ter dificuldade para concentrar-se;
    -não prestar atenção ao que lhe é dito;
    -ter dificuldade em seguir regras e instruções;
    -desvia a atenção com outras atividade;
    -não terminar o que começa;
    -ser desorganizado;
    -evitar atividades que exijam um esforço mental continuado;
    -perder coisas importantes;
    -distrair-se facilmente com coisas alheias ao que está fazendo;
    -esquecer compromissos e tarefas.
    -nao lembrar de sua refeição da manhã

    Os sintomas relacionados a hiperatividade/impulsividade:

    -ficar remexendo as mãos e/ou os pés quando sentado;
    -não permanecer sentado por muito tempo;
    -pular, correr excessivamente em situações inadequadas;
    -sensação interna de inquietude;
    -ser barulhento em atividades lúdicas;
    -ser muito agitado;
    -falar em demasia;
    -responder às perguntas antes de concluídas;
    -ter dificuldade de esperar sua vez;
    -intrometer-se em conversas ou jogos dos outros.
    Para se diagnosticar um caso de DDAH é necessário que o indivíduo em questão apresente pelo menos seis dos sintomas de desatenção e/ou seis dos sintomas de hiperatividade; além disso os sintomas devem manifestar-se em pelo menos dois ambientes diferentes e por um período superior a seis meses.

    Causas

    As pesquisas têm apresentado como possíveis causas de TDAH a hereditariedade, problemas durante a gravidez ou no parto, exposição a determinadas substâncias (chumbo) ou problemas familiares como: um funcionamento familiar caótico, alto grau de discórdia conjugal, baixa instrução, famílias com baixo nível socio-econômico, ou famílias com apenas um dos pais. Famílias caracterizadas por alto grau de agressividade nas interações, podem contribuir para o aparecimento de comportamento agressivo ou de oposição desafiante nas crianças. Segundo Goldstein, alguns fatores podem propiciar o aparecimento do TDAH quando em condições favoráveis, por isso as causas do TDAH são de uma vulnerabilidade herdada ao transtorno que vai se manifestar de acordo com a presença de desencadeadores ambientais. A ansiedade, frustração, depressão ou criação imprópria podem levar ao comportamento hiperativo.

    ResponderExcluir
  9. Ola amiga, vim retribuir a visita!

    ja estou te seguindo!

    Adorei seu blog.

    http://artsmariaantonia.com.br

    bjinhu

    ResponderExcluir
  10. Quando te disserem isso, rsponda: Não ele é saudável, pois criança que não corre, não brinca e não interaje é sinal que está doente...

    Bjossss
    Carol

    ResponderExcluir
  11. Ei Andréia! Pensei que tinha errado de casa! Não é que ficou ainda mais bonita de novo visual! Gostei demais! Eu também ouço muito essa justificativa, inclusive, para remendar a falta de educação. Beijo grande e muitos em Samuel!!!!

    ResponderExcluir
  12. Aproveite as feiras basteante!descanse por mim!rsrsrsr
    e liga nao!se nao falassem isso seria outra coisa!ou seja é so pra ter com q cutucar as crias alheias!
    bj*

    ResponderExcluir
  13. Iupiiiiiiiiiiiiiiiii aproveite suas férias e só ouça o que for ter trazer crescimento o restante deletaaaaaaaaaaaa
    bjkss JACK ROSA
    http://diriodeumamedeprincesa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Amiga, aproveita suas férias e descanse muito!!
    Que legal, acabei de ver que estou entre as top comentaristas, rs
    Beijos
    Lilia

    ResponderExcluir
  15. Que ótimo Andréia que ele tem disposição, energia, gosta de correr, enfim... Como você disse, hiperatividade é défict de atenção e muitas pessoas nem sabem o que falam ao dizer isso.

    Adorei o visual novo do teu blog. O Samuel já não é mais um bebezinho né? Tá ficando um menininho, daqui a pouco um meninão. Que lindo!!!

    Beijinhos e bom restinho de férias.

    ResponderExcluir
  16. OI Andreia, que bom que o Samuel está curtindo as férias a aprontando como uma criança feliz e saudável.
    Realmente a maioria das pessoas não conhece o significado da palavra.
    Apreoveite muito por aí e depois conta tudo pra gente.
    beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  17. Aproveite o resto de suas ferias!!
    E nem liga pra o que o povo diz, eles semprem querem opinar sem saber o que realmente acontece, ainda bem que o Samuel e cheio de energia!!

    Bjs

    ResponderExcluir
  18. Olá, adorei seu blog...parabéns.Sou Blogueiras Unidas e ficarei muito feliz com sua visita em meu cantinho.

    abs
    Adriana
    www.umtoquedecharme.com

    ResponderExcluir

Eu fico muito feliz com o seu comentário.
Gentileza gera Gentileza.
Deixe o link do seu blog para que eu possa visita-la também.
Andréia Sales



Subir

Siga a gente no Instagram @MaeVaidosa