Verão: o perigo das dietas radicais

4 de janeiro de 2018

Dietas Radicais

Com a chegada do verão algumas sentem a necessidade de se livrar dos quilinhos extras e às vezes adotam práticas alimentares radicais, como excluir totalmente determinados alimentos, exagerar nos exercícios físicos ou até usar medicamentos sem prescrição médica. Medidas como essas, além de não serem eficazes a longo prazo, podem gerar sérios problemas de saúde. Mas então, como conseguir chegar ao peso ideal e manter a saúde em dia?

A nutricionista Mayra Fiuza Silva (CRN3 32339), profissional cadastrada na plataforma Doutor123, separou dicas sobre as dietas que estão em alta, confira!

Dieta Low Carb

Como o próprio nome já diz, low (de baixo) e carb (de carboidrato), a dieta propõe reduzir a quantidade diária de carboidratos ingeridos e prioriza a alimentação baseada em vegetais e legumes, frutas com baixo teor de açúcar, oleaginosas e alimentos ricos em proteínas como carnes magras, leites desnatados e queijos brancos.

A proposta é reduzir o nível de insulina na corrente sanguínea, uma vez que as células se obrigam a liberar a gordura estocada para suprir a necessidade de energia, o que resulta na perda de peso logo nos primeiros dias. Com resultados rápidos, os adeptos tendem a ficar empolgados e optam por abolir definitivamente o carboidrato, o que não é recomendado. O ideal é adequar o consumo desse grupo alimentício e escolher boas fontes do nutriente. A low carb proporciona uma maior saciedade e os picos de fome são reduzidos.

Dieta Glúten Free

O Glúten é uma proteína presente naturalmente em diversos cereais, como cevada, trigo e centeio. Atualmente, cerca de 1% da população mundial possui a doença celíaca, ou seja, quando o glúten não é bem aceito pelo intestino e gera diversas reações como diarreia, gases e inchaço. Com a popularidade do assunto, muitas pessoas que não têm restrição à proteína decidiram bani-la com o intuito de emagrecer.

É preciso ter atenção e cautela, pois quando retiramos indiscriminadamente algo da nossa alimentação sem que tenhamos algum problema de saúde que justifique isso, podemos induzir nosso organismo a desenvolver patologias associadas à essa remoção. O próprio Conselho Regional de Nutricionistas (CRN3) emitiu o parecer técnico 10/2015 discorrendo sobre essa restrição do consumo de glúten como medida terapêutica.

Jejum intermitente

Como o próprio nome já diz, é um tipo de jejum que inicia e recomeça por intervalos, que são definidos de acordo com a necessidade e disponibilidade de cada pessoa. Os protocolos mais comuns da prática são: jejum de 12 horas, de 16 horas e de 18 horas. O objetivo é fazer com que o corpo utilize os estoques de gordura e resulte em perda de massa gorda. Apesar de simples, a estratégia exige cuidado, pois para iniciá-la, o indivíduo já deve fazer refeições saudáveis e balanceadas ou o processo ficará muito mais complicado e de fácil desistência.

Como qualquer outra mudança brusca na alimentação, o jejum intermitente também exige acompanhamento médico e não pode ser feito por qualquer pessoa. A dieta não é aconselhada para crianças, gestantes e idosos.

Lembre-se de sempre procurar um especialista antes de iniciar qualquer tipo de dieta, por mais simples que pareça. Cada indivíduo é único assim como seu organismo, então, nem sempre o que está na moda funciona para você.
LEIA MAIS

Receita de Natal: Rabanada sem Glúten e sem Lactose

19 de dezembro de 2017


SupraSoy e blog Fru-Fruta ensinam o preparo do tradicional doce natalino

SupraSoy, marca de alimento em pó à base de proteína isolada de soja, está com uma uma série de novas receitas para quem busca saúde sem deixar o sabor de lado. Os preparos são assinados pela Pati Bianco, blogueira do Fru-Fruta, blog de culinária saudável.
Uma das pedidas é a Rabanada, tradicional sobremesa natalina em uma versão grelhada, integral, sem glúten e sem lactose e que leva SupraSoy Sem Lactose Original no preparo.  Confira abaixo o passo a passo dessa delícia. A receita também está disponível em vídeo, apresentada pela Pati Bianco, do Fru-Fruta.

Ingredientes
- ¼ de xícara (chá) de SupraSoy Sem Lactose Original
- 1 xícara (chá) de água
- ¾ de xícara (chá) de açúcar demerara
- Casca de ½ laranja
- 2 colheres (sopa) de semente de linhaça dourada
- ½ colher (sopa) de óleo de coco para grelhar
- 1 unidade de Pão Integral Sem Glúten e Sem Lactose cortado em fatias de 3cm de espessura
- Canela em pó e açúcar de confeiteiro para polvilhar

Modo de preparo
Em uma panela, misture bem o SupraSoy Sem Lactose Original, a água, o açúcar, a casca de laranja e a linhaça. Coloque no fogo e deixe ferver, mexendo sempre. Passe a mistura para um recipiente e aguarde até que esfrie um pouco.
Em uma frigideira, em fogo médio, coloque o óleo de coco. Mergulhe rapidamente as fatias de pão na mistura e grelhe na frigideira com o óleo já quente, virando para dourar dos dois lados. Para finalizar, polvilhe canela em pó e açúcar de confeiteiro. Sirva! Uma dica de acompanhamento é o Doce de Leite com Coco Ralado (sem lactose), receita também elaborada pela Pati Bianco e que leva SupraSoy no preparo.

Vídeo com a receita da Rabanada:
 https://www.youtube.com/watch?v=-zEuzzYBk0A

Sobre a Josapar
Produzindo qualidade desde 1922 e líder nacional do mercado de arroz, possui unidades industriais em Pelotas (RS), em Recife (PE), Itaqui (RS) e Campo Largo (PR). Além do tradicional Arroz Tio João, a Josapar está presente no mercado com o arroz e o feijão Meu Biju, a linha de alimentos em pó à base de proteína isolada de soja - SupraSoy, entre outras marcas, como Azeite Nova Oliva, Soy+, Beleza, Exato, Tio Mingote e No Ponto. Visite o site www.josapar.com.br
LEIA MAIS

O Natal está chegando! Inspirações e Ideias criativas para arrasar!

15 de dezembro de 2017



Mães vaidosas amadas!
A minha época preferida do ano chegou chegando! Quem mais aqui é apaixonada pelo Natal?!
Eu fico maluca!
E hoje trouxe algumas ideias bem bacanas para inovarmos na decoração e ceia!
Fiquei tão inspirada fazendo este post, que vou sair para garimpar algumas coisitchas para decor! Haha!

Esse ano eu pretendo fugir do tradicional "É pavê ou pra comê?!" na travessa!!!rsrs Vou montar o doce nas tacinhas individuais, vou usar minhas taças de vinho tinto mesmo e decorar com fitinha de cetim.
Olha que lindo que fica!



De encher os olhos e dar água na boca, né?!

Acho que é uma boa forma de surpreender!



E visualmente nem se fala! É um charme a mais na decoração!


E se você vai receber convidados para a ceia ou almoço de Natal, que tal oferecer a sobremesa no potinho decorado?

É um mimo e não tem quem não goste!! Eu achei lindo colocar os potinhos assim, com as colherinhas junto.

E se você é que nem eu, que guarda sempre os potes de vidro, as garrafas e depois não sabe ao certo o que fazer com tudo, aqui vão algumas sugestões! Você pode usar um aquário antigo, ou copos americanos (aqueles que são maiores), vidros de palmito, azeitona...também fica ótimo com taças de vinho branco! Eu vou abrir as caixas de tranqueiras guardadas e vou pintar uns vidrinhos, colocar umas bolas douradas dentro e voilá! #PARTIUNATAL


Olhas os vidros de palmito aí genteeem!!! Adoooooro!!!!!


Gente, criatividade é tudo nessa vida, neam?!
Olha onde podemos colocar as bolinhas natalinas!


E sou apaixonada por decorações minimalistas...amo esse estilo "menos é mais", algo bem clean...


Olha que chic...rosas na tacinha...Muito amor!
E você pode usar qualquer taça que tiver e flores naturais que ficam muito mais lindas!


E para aqueles recipientes maiores e mesmo garrafas ou bomboniere, eu amei a ideia dos pisca-pisca com galinhos secos ou bolas de Natal.


Olha como fica um arranjo super diferente e arrojado? Bora procurar nos armários aquela saladeira que a gente quase não usa ou pedir pra sogra aquela travessa que ela ganhou de presente de casamento e que só serve pra ocupar espaço??!! rsrs As possibilidades sãoinfinitas e o melhor de tudo é que nem sempre precisamos gastar uma fortuna para deixar a mesa bonita, alegre e aconchegante! 



E você? Tem alguma ideia criativa e em conta?! Manda pra gente, postamos tudo!!

Beijos e ótimas festas à todas!

Bruna
LEIA MAIS

De mãe pra mãe: Conheça o programa "Amar e Meditar" que vai te ajudar a superar a DPP

11 de dezembro de 2017



Olá mães vaidosas queridas!
Começo a semana  muito feliz, trazendo para vocês uma novidade muito bacana que descobri recentemente!
Trata-se do programa "Amar e Meditar ", desenvolvido pela coach e mamãe Flávia Marianno, para ajudar outras mães que estão passando pela Depressão Pós Parto e Baby Blue!
Falo bastante desse assunto aqui no blog, porque eu passei por isso e acho mesmo que é necessário abordar o tema o máximo que pudermos! Já que a Baby B. e a DPP não escolhem classe social, idade ou etnia e todas nós estamos sujeitas a enfrentar uma situação como esta. Ainda rola muito preconceito e o tema ainda hoje continua sendo TABU e o pior de tudo, eu acredito que o maior preconceito é o nosso mesmo, da mãe, da mulher que está com DPP, como todo preconceito, é proveniente da falta de INFORMAÇÃO e da mistificação do assunto. 

Nós achamos que de repente, de uma hora para outra, ficamos "malucas", não nos reconhecemos mais e não entendemos POR QUE estamos com tanta tristeza, medo e desânimo, já que queríamos tanto ter um filho, construirmos ou aumentarmos a família...Por Que então, ficamos assim?
Porque a mente também adoece. Não é só o corpo... E a mente precisa de muito mais cuidado, pois é muito mais delicada. 


Assim como um resfriado, que tratamos nos primeiros sintomas, a Depressão Pós Parto TAMBÉM requer cuidados logo nos primeiros sintomas!
Pare de sofrer calada, sozinha e de se achar a pior mãe o pior ser humano do mundo, okay?
A Flavia pode te ajudar, de uma forma muito sútil e contundente e ela vai te contar mais um pouquinho sobre o programa!

"O Amar e Meditar surgiu da minha necessidade de ter um apoio quando eu passei pela DPP.
Muito se ouve de mães que se sentem perdidas após o nascimento do filho. Ela não quer voltar à rotina de trabalho que tinha antes para se dedicar à criança, mas muitas vezes isso não é possível, já que hoje, as mulheres tem uma participação importante nas despesas da casa.
Ao longo do tempo, isso pode gerar doenças físicas, como hipertensão, síndrome do pânico, transtorno de ansiedade e outras situações que podem se tornar de difícil solução.  Por isso, faz-se necessário uma atenção especial à estas mães, que muitas vezes, desejando ser mães, ainda se sentem perdidas, ou tristes após o nascimento dos filhos. Foi assim que surgiu o Programa Amar e Meditar. Um programa para resgatar o amor próprio e a vida produtiva da mulher que se tornou mãe e quer equilibrar seu tempo para si e para a criança.
Com meu conhecimento pela minha formação, sou formada em Psicologia pela PUC-MG, tenho especialização em Pedagogia Empresarial, Psicopedagogia e formação em Mindfulness e Terapia Cognitivo Comportamental, além de vários cursos de autodesenvolvimento baseado nas Práticas Integrativas. 
Possuo mais de 20 anos de experiência na área empresarial, tendo atuado como gestora de Recursos Humanos em diversas empresas. Sou formada em Coach pela Escola Internacional Coaching Express Condor Blanco e, desde que conclui minha formação, venho me especializando cada vez mais, para oferecer as melhores soluções aos meus clientes!
Minha missão é despertar a essência das pessoas através da escuta clínica e do acolhimento de suas dores transformando-as em autoconhecimento e através de atendimentos vivenciais e de programas que darão o suporte necessário para que essas pessoas se (re)conectem para viver uma vida plena. 
Meu valores são: Amor, Luz, Conexão, Inspiração, Respeito. E também a prática de meditação e posteriormente o conhecimento em Mindfulness - que é a técnica de atenção plena no momento presente, que eu desenvolvi o programa e disponibilizei na internet para que pudesse alcançar outras mães.

Meu objetivo com o programa é:

O principal objetivo deste trabalho é apoiar mulheres que se tornaram mães recentemente a retomarem sua vida produtiva, a resgatarem sua autoestima, a equilibrarem seu amor próprio e entenderem que elas podem voltar a ter uma vida em harmonia em conformidade com a maternidade, que elas podem exercer seu papel de mulher e mãe em sintonia.
O programa roda na www.motrizescolaonline.com, ele é 100% on line e com meu acompanhamento. A cliente terá dois encontros comigo, tem técnicas de meditação para praticar e também exercícios pra casa.
No blog www.amaremeditar.com.br vocês podem conhecer um pouco mais da minha história e tudo que eu passei até chegar aqui. 

Um grande beijo!"

Ah, gente! Como eu gostaria de ter tido um acompanhamento assim, tão humano e acolheador, quando tive minha DPP há 10 anos atrás... Como eu sofri sozinha!

Por isso mesmo, fiz questão de dar meu depoimento para a Flavinha e gravei um vídeo contando um pouquinho da minha história para as participantes do programa. Infelzimente, a DPP atingi mais mulheres do que pensamos, a questão é que nem todas conseguem ou buscam ajuda efetiva.

O lado bom?!
É que EXISTE VIDA BOA pós DPP! É possível superar e recomeçar com verdadeira QUALIDADE DE VIDA!

Quero agradecer muitíssimo a parceria e disponibilidade da Flávia e parabeniza-la pela iniciativa! 

Gostou tanto quanto eu?!
Então vem fazer parte desse grupo, você não está sozinha!







LEIA MAIS

RESULTADO: Concurso Cultural "Nunca quis um marido sempre quis um companheiro"

9 de dezembro de 2017



Mães vaidosas queridas!!!!
Começo este post pedindo milhões de desculpas pelo atraso do resultado, que era para sair dia 05!
Tivemos um problema na internet local aqui e a cidade toda ficou 3 dias sem internet e com as redes 3g congestionadas! JESUS!
Massss, cá estamos!!!!!

Foram respostas super bacanas e eu AMEI ver que a mulherada está ligada e tirando nota 10 no quesito "COMPANHEIRISMO"!!! É muito bom nós termos essa noção de "marido" e "companheiro" bem definida, pois desta forma, sabemos direitinho o que queremos! 

E tcham tcham tchaaaaam....nossa ganhadora foi...











Emily, arrasou na resposta! Porque um bom casamento PRECISA do brilho no olhar SEMPRE!!! Não pode apagar a chama e isso, só se consegue, com muuuito companheirismo!!!!
Emily, você vai receber seu livro autografado + 2 brindes surpresa!

Obrigada a todas que participaram e até a próxima!!!!

Beijos!


Bruna Stamato
LEIA MAIS

Crônica "Deus é mulher"

30 de novembro de 2017


Você provavelmente não está chocado com tal afirmação se no mínimo 1 única vez na vida se pegou devaneando e filosofando sobre a existência divina. 
Acredito que sejamos acostumados a nos referir a "Ele" como ELE, no masculino, pura e simplesmente pelo hábito intacto trazido ao longo dos séculos. 
Imagine se os machos, gênero primário e "supremo" dominante no mundo, iam sequer cogitar a hipótese que DEUS fosse DEUSA, na verdade. E se cogitassem, jamais admitiriam. 
Podem reparar, mulheres só servem para serem fadas e princesas à espera de um PRÍNCIPE para resolverem todos os problemas da vida, mas Papai Noel, Deus, Coelhinho da Páscoa, os Papas todos, enfim...até hoje não é possível afirmar que a Papisa Joana realmente existiu ou se só era uma personagem fictícia criada pela Igreja Católica para inibir os manifestos que começavam a surgir ali na Idade Média, a questão é que oficialmente, nunca tivemos uma mulher comandando a Igreja Católica.
Mas, analisemos...quem faz todos os ovos de chocolate que o Coelho da Páscoa entrega? Ele mesmo? Óbvio que não! É a COELHA que com muito esmero faz tudo bonitinho e ele só é o ENTREGADOR. Gostem ou não...
Papai Noel? Acha mesmo que um homem vai passar o ano inteiro lendo cartinhas de crianças? Embrulhando presentes com tanto capricho e sem esquecer de entregar nenhum?! Me poupem...
DEUS, se fosse MACHO, teria tanta delicadeza em perguntar à Virgem Maria se ela aceitava a incumbência de ser mãe de Jesus Cristo?
Um ser masculino não daria tanta importância assim à humanidade...Mas uma mãe...ah, uma mãe seria capaz de enviar um filho seu para salvar todos os outros; mães amam por igual, não fazem distinção. Mulheres se preocupam com os outros, querem cuidar de tudo, dar conta de tudo...e realmente fazem isso muito bem. Mulheres são multitarefas, o mundo nunca teria sido tão perfeitamente criado em 7 dias se fosse por um homem! Levaria no mínimo o triplo de tempo e viria faltando um monte de coisa... Por que vocês acham que é tudo tão lindo?! DEUS criaria o cacau para aliviar nossa TPM?! Nananinanão...isso é coisa da Mãezinha! #TMJ 

"Ah, mas se Deus é mulher, porque criou Adão primeiro?"
Simples. Porque mulheres são precavidas. Ela não mandaria logo de cara sua melhor versão criada.
Taí Adãozinho, que não me deixa mentir, ué! Conclui-se que os homens são a versão Beta da humanidade, que deu errado, precisou de um recall, não conseguia executar uma única tarefa sequer...meu, os caras não passam a própria roupa, não lavam as próprias cuecas, mal fazem a própria comida, iriam dar continuidade à raça humana, sozinhos?!
Peloamordadeusa né.
Aí veio EVA, pra botar ordem, fazer a lista de supermercado, cuidar do mundo, perpetuar a espécie e sair do paraíso, pois se dependesse de Adão..aff! Estaria lá até hoje, gordo, sedentário e sem uma cerveja sequer - que diga-se de passagem, também é invenção feminina, nossas queridas ancestrais eram as únicas que dominavam a técnica de produção de cerveja, 7 mil anos atrás lá na Mesopotâmia...eu sei! De nada, de nada! Mas seguindo no papo, alguém precisava tomar alguma atitude para sair do marasmo do paraíso e todo mundo sabe que os homens não são muito bons em tomar decisões...
Valeu Eva, gosto muito mais desse mundo do que do Éden.

E valeu DEUSA, por criar as mulheres! Ahhh, porque eu sinto muito em ter que te lembrar, machão, que se não fosse uma mulher, você não existiria, meu caro...
Por tanto, é perfeitamente plausível a ideia de que quando um homem agride uma mulher, ele agride a si mesmo; a sua origem. Ferindo a existência humana.
Não entendo o por quê dessa hierarquia absurda de gênero...se fosse assim, nós, mulheres, deveríamos ser OS SERES SUPERIORES, pois nós originamos a vida e no entanto, olha que coisa, nós só lutamos por igualdade. Nunca quisemos aprisionar e diminuir o sexo oposto nem muito menos denegrir  ou humilhar alguém por conta do seu sexo biológico. Esse separatismo é coisa de macho mesmo, aliás, perdoem dizer, macho que é macho não tem medo de mulher, então, reratificando, esse separatismo é coisa de homem covarde, que nunca suportou que um sexo teoricamente mais fraco fosse tão intelectualmente superior. 
Sim...porque ao meu ver, não se tem outra explicação para a falsa superioridade que os homens impuseram sobre as mulheres, se não a força bruta. Mas eles esqueceram que a força bruta muita coisa destruiu, mas nunca construiu nada, efetivamente, neste mundo.
Eu, realmente não entendo como essa vassalagem feminina ainda perdura...
Se as mulheres são insignificantes e inferiores aos homens, por que então, DEUS não deu útero a eles?
Porque Deus é mulher!
E uma mulher não daria a responsabilidade de gerar, nutrir, alimentar e AMAR incondicionalmente, um outro ser, exclusivamente a um homem...porque afinal de contas, os machos humanos, infelizmente, não seguiram em nada os belíssimos exemplos de Jesus Cristo. E sim...tinha que ser JESUS, pois se Jesus fosse uma mulher, ninguém nem sequer a ouviria...ela seria muito provavelmente taxada de louca, ririam dela e toca o baile...

E antes de me atacar com pedras na mão, RIA! Ria desse texto e exercite a compaixão, afinal, os dois são dons divinos!


Bruna Stamato






LEIA MAIS


Subir

Siga a gente no Instagram @MaeVaidosa